Notícias

Postado em 13/05/2016 - 15:48:11

Paes diz que corte do Ministério da Cultura 'foi um erro' em evento no Rio

'Como ator político, acho que a gente devia ter mantido a pasta',afirma. Declaração foi feita durante lançamento do 'Passaporte Cultural'.


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse não concordar com a integração do Ministério da Cultura ao da Educação, decidida pelo presidente em exercício Michel Temer, ao tomar pose após o afastamento de Dilma Rousseff pelo Senado.

A afirmação do prefeito foi feita na manhã desta sexta-feira (13), durante o lançamento do "Passaporte Cultural", que vai dar descontos e gratuidade em mais de 700 atrações e 200 espaços culturais até o fim dos Jogos Rio 2016.

Paes afirmou ainda não estar se comprometendo a fazer análises políticas, mas sabe que "o Brasil vive um momento delicado de mudanças" e acredita que a fusão dos ministérios foi um erro.

"Eu acho que, dos ajustes feitos desses Ministérios, esse foi um erro. Eu acho que tem que fazer uma mobilização tranquila, o setor tem força suficiente pra fazer as pressões de maneira adequada. É o início de um momento que está turbulento [...] Como ator político, acho que a gente devia ter mantido a pasta da Cultura, não precisava ter integrado ao Ministério da Educação", disse o prefeito.

Passaporte Cultural lançado nesta sexta-feira (13) no Rio (Foto: Beth Santos/G1)Passaporte Cultural lançado nesta sexta-feira (13) no Rio (Foto: Beth Santos/G1)

Passaporte Cultural
O Passaporte Cultural Rio vai garantir descontos e gratuidade em várias atrações e estabelecimentos  culturais – como livrarias, bares e restaurantes – espalhados por todas as regiões da cidade durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Segundo a prefeitura do Rio, o passaporte já começa a valer neste mês e poderá ser usado até o fim dos Jogos, em setembro. Ele será gratuito para brasileiros e estrangeiros residentes no país.

Todas as iniciativas foram selecionadas pela Secretaria Municipal de Cultura, por meio de edital ou seleções públicas, num investimento de R$ 18,7 milhões. O Centro do Rio será a região com maior número de atrações, um total de 56. O lançamento da iniciativa foi realizado nesta sexta-feira (13), no Museu do Amanhã, na Praça Mauá.

Para adquirir o passaporte é só fazer o cadastro no site passaporteculturalrio.com e fazer o pedido. O Passaporte estar disponível em três idiomas: português, inglês e espanhol. A distribuição será feita pelos Correios com frete gratuito para os endereços do Rio. Também haverá dois pontos de distribuição, um na Cinelândia e outro na Alvorada.